fratura-stress

Fratura por Estresse – Lesão que afasta atletas de treinos e corridas

Escrito por

Fisioterapeuta do Esporte, é corredor nas horas vagas, começou a correr em 2009 para acompanhar os pacientes no retorno pós Fisioterapia. Participa de provas de 10Km e tem no currículo 4 Meias Maratonas (Buenos Aires, Rio de Janeiro, Praia Grande e São Paulo) e uma Ultra de 24hs. Agora prepara-se para encarar as Maratonas do Rio de Janeiro e Amsterdã.

COMENTÁRIOS NO FACEBOOK

13 Comentários

  1. Vivian Dombrowski disse:

    Excelente post!

    Tive uma fratura por stress na tíbia e edema de tornozelo em 2007. Fui abençoada em encontrar um excelente ortopedista e uma fisioterapeuta nota 10 que me permitiram voltar a correr ainda mais e desde então nunca mais tive nem canelite. O trabalho específico é imprescindível, assim como o respeito do atleta ao tratamento. Fiquei sem correr 90 dias e no início sem sequer colocar o pé no chão, na época e voltei gradualmente. Hoje vejo o quanto valeu a pena!

    Grande abraço!

    • Evaldo Bosio disse:

      Oi Vivian,
      O retorno sempre é gradual, um trabalho de Fisioterapia de boa qualidade é capaz de fazer o atleta voltar sem problemas futuros. Porém, paciência é a palavra chave para uma boa recuperação.

      • ruan pablo brito da costa disse:

        gostaria de saber que tipos de fisioterapia posso fazer pra iniciar o tratamento, pois fui diagnosticado com uma fratura por stress..

    • jose disse:

      Boa tarde! Neste momento estou com uma fractura de stress na tibia, com exame em Outubro de 2016, em Dezembro comecei a correr, mas ainda continuou com um “ovo” no local!. Isto é natural ? Mais quanto tempo para que volte a naturalidade ?

  2. Aline Carvalho Aline Carvalho disse:

    Estaria este aumento também relacionado à “modinha” dos tênis minimalistas, sendo utilizado de forma indiscriminada, sem a devida avaliação e correta adaptação para a migração?

    • Evaldo Bosio disse:

      Oi Aline,
      Algumas fraturas por estresse pode sim estar relacionadas aos minimalistas, sim também considero modismo!
      Os corredores que usam esse tipo de calçado deixam de tocar o calcanhar no solo, tendo o médio e antepé como apoio na fase de aterrissagem do passada, isso acaba forçando mais as região dos metatarsos e falanges, o que pode causar lesões nessa região.
      Na verdade ainda existe um grande erro no ciclo minimalista x barefoot, mas adianto que correr descalço é um grande erro, quem sabe um post futuro sobre esse assunto polêmico.

  3. stela disse:

    Eu tive.fratura por estresse no calcaneo e acabei descobrindo que.tinha osteopenia.

    • Evaldo Bosio disse:

      Oi Stela,
      Osteopenia e/ou osteoporose são fatores de risco para as mulheres, isso ajuda a explicar o porque mulheres podem apresentar mais fraturas que os homens, em virtude da grande perda de cálcio.

    • Ana disse:

      Sela,você conseguiu curar a osteopenia? É o calcâneo sarou? Ficou ato tempo sem pisar no chão? Como foi seu tratamento? Estou com o mesmo problema

      • Cris disse:

        Oi Ana estou com essa dor no calcanhar desde janeiro, já passei por ressonância, três ortopedistas, fisioterapia, acupuntura e ninguém conseguiu diagnosticar meu problema. Disseram que há um edema ósseo, por hipersolicitação no calcanhar, seguido por faciite plantar… :'(

  4. juliana disse:

    no final de maio tive uma dor muito forte na tíbia….e apos exames detectaram o edema osseo…mas só fui fazer o tratamento em julho, tentei voltar a correr (mesmo sem a autorização do fisio) em agosto, e a dor voltou..agora decidi parar de vez, e so voltarei em novembro…o ortopedista diz que é pela pisada pronada, outros dizem que foi da intensidade do treino..sei la…só sei que tenho muito medo de voltar a sentir dores….o trabalho com o fisioterapeuta tem sido otimo, alem de fisico, emocional tb, pois ele vira uma especie de muro das lamentações, rssss…adorei a materia!!!

  5. Tania Mara Dittrich de S Oliveira disse:

    Cris, tive faciite plantar e não querendo te desanimar. fiquei fazendo fisioterapia mais de 6 meses, e fui melhorar apenas com sessões de acupuntura. Hoje estou com edema nos ossos do pé, provavelmente por sapato inadequado, porém não sou esportista e muito menos de final de semana, mas tenho tido patologias de atletas. Caminho bastante tanto no meu trabalho como na rua, mas para locomoção e não esporte.

  6. Hugo Henrique disse:

    Essa o postagem é de que ano? aguardo resposta urgente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também...