seja_educado_banner_pq

Respeito é bom e salva vidas

Escrito por

É militar, apaixonado pelo triathlon desde a adolescência. Na natação descobriu seu amor incondicional ao sofrimento e a alegria de competir. Aventurou-se no Ironman após promessa de recuperação de um acidente, de lá para cá já foram três concluídos. Um cara simples, que tem o triathlon como estilo de vida, mas que gosta de ganhar as suas medalhas e troféus. Irreverente, adora inventar frases de efeito e pouco convencionais. Com estilo próprio na hora de largar o verbo, um tanto polêmico e bastante sincero, vem ganhando admiradores e amigos no mundo "triatlético" e nas redes sociais. Seu lema mais famoso entre os amigos é “tiro, porrada e bomba”.

COMENTÁRIOS NO FACEBOOK

8 Comentários

  1. mariana gonçalves disse:

    Parabéns pelo post, pela iniciativa! Desabafo conscientizador de quem realmente quer um mundo melhor, sem violência e cheio de paz! Como a música de Gonzaguinha “E vamos à luta”!

  2. Alfredo Donadio Alfredo Donadio disse:

    Caro Artur
    Muito bem colocada a sua visão. Parabéns!

    É uma cultura estranha essa dos ciclistas, motoqueiros, motoristas e pedestres acharem que são peças excludentes nas ruas, avenida e estradas. Que um é mais importante que o outro e por isso tem que ter privilégios. Pois não são e só a educação e a conscientização de todos trará a paz no transito.

    Repare o que acontece com as motos que andam entre os carros buzinando e correndo como loucos. E os ônibus e caminhões nas estradas? Já tive amigos que sofreram acidentes terríveis, treinando de bike em estradas, usando o acostamento, com “engraçadinhos” que jogam o veículos em cima buzinando feito louco. Casos idênticos acontecem com corredores que treinam ou participam de provas em estradas.

    Por que não podem correr ou treinar lá? Estranho não é? Se Vc for conversar com os motoristas a resposta é rápida: “estrada não é local de treino”. É se vc olhar pelo prisma do egoísmo, não é mesmo, mas se não for lá onde é o local correto? Difícil não é? Cada qual tem razão se olhar só o seu ponto de vista.

    Os espaços, sejam eles quais forem, devem ser utilizados de forma adequada por todos. Devemos respeitar os espaços e os itens de segurança para haver paz.

    Você lembra que até muito pouco tempo, os pedestres também não eram respeitados, mas também eles não respeitavam, pois atravessavam as ruas e avenidas em qualquer local ao invés de procurar uma passarela ou a faixa de segurança. Hoje, a situação esta melhor e credito isso as regras impostas, as campanhas (a informação é primordial) e as multas aplicadas aos que desrespeitam a lei.

    É certo que temos que pressionar muito os órgãos oficiais para que criem, executem e comuniquem através de campanhas fortes para que a cultura se espalhe e o respeito prevaleça, mas também é certo que cada qual saiba onde estão os limites e os respeite.

    Ótimo post, Parabéns!
    Boas Corridas

    • Artur Araujo disse:

      Alfredo cadê a caneta para eu assinar embaixo? rs
      Perfeito companheiro, concordo com tudo o que disse.
      Eu já sofri muito na estrada, já levei tiro de paintball na bunda, tapetada nas costas, antena de caminhão na cabeça, só para se ter idéia da maldade do ser humano.
      Infelizmente o que falta é educação de um modo geral, mas eu incluiria a disciplina nas escolas sobre trânsito e suas leis. Abraço companheiro.

  3. hernani oscar disse:

    Caro Artur – Não sou triatela, não ando de bike na rua (só em parques e neles em local permitido) por isso meu treino é pouco e não chego ao triatlo. Nadar até dá: dá pra treinar nas praia, lá os onibus e carros caminhões jet skis não tem preferência, imagine se tivessem (fosse possivel), quem nadaria na praia? ENTÃO, assim como para atravessar a rua, a preferência TEM QUE SER DO CIDADÃO, como ele Não tem como se defender ( e porisso, muitos desses cidadãos aproveitam e são muito MAL EDUCADOS – ah não por mim quase não uso carro, mas vejo barbaridades dos pedestres) assim como barbaridades dos que mencionei antes pra cima de motos e especialmente ciclistas, por isso eu não arrisco (só parques), mas voltando, sabe sr. ex prefeito de sp; A PRIORIDADE sendo do cidadão, então uma faixa de todas as ruas, avenidas, etc, deveriam ser do ciclista, assim como é a praia. e, faixa separada por concreto, pois não adiante cones, sabe sr. ex prefeito, os cones não impedem que alguns motoristas de sua e nossa cidade, invadam as faixas para matar e arrancar braço de ciclistas. é um jogo sr. ex e sr prefeito? agora o jogo é matar ciclistas? afinal, vcs estão sempre se divertindo conosco e nossos impostos; mas, nós podemos parar a cidade, ainda não sou ciclista, mas posso vir a ser, e pessoal ciclista, ou não, vamos exigir uma faixa para os ciclistas, vamos juntar nessa idéia – os carros tem que se virar, vai de fretado (ah o KAssab tirou cara…), vai de bike, de metro etc. Eu sou do carro, mas o direito é TOTAL do CIDADÃO por uma faixa, e eu sou a favorasso de todos vcs. para isso tb sou cidadão; como dizem: não adianta chorar o leite derramado, neste caso, o braço decepado, o amigo morto e muito que ainda vem…nesta terra de ninguem (ops). não adianta: VAMOS EXIGIR, É DIREITO!!! e esperar não é saber, Vamos fazer a hora. FAZER ACONTECER, uma faixa do cidadão !!!

    • Artur Araujo disse:

      Hernani você tem toda razão. Falando mais para o lado das autoridades, que não estão nem aí!!
      Ciclovia não dá dinheiro, não dá ibope, não dá nada para político. Político quer obras faraônicas que tragam propinas e visão dos eleitores para suas obras. Ciclistas são minoria no mundo cada vez mais motorizado, mas nós chegaremos lá. Países desenvolvidos diminuiram em mais de 20% o trânsito em cidades que foram implementadas vários kms de ciclovias ligando a metrôs, linhas de ônibus e barcas.
      Quando houver conscientização da sociedade e essa mesma sociedade começar a cobrar por ciclovias e um trânsito melhor, os políticos irão acordar. Pelo menos espero isso. Grande abraço.

  4. Francisco Régis Moreira disse:

    Bom texto meu amigo, como sempre vc sobe passar a mensagem com riqueza de detalhes até pra quem ñ vive o nosso mundo e isso é fundamental para que o feedback aconteça entre todos, sendo assim importante para que possamos um dia ter paz e respeito mútuo entre todos. Parabéns !!

    • Artur Araujo disse:

      Obrigado meu amigo Régis, nós que estamos na luta diária no trânsito maluco desse Brasil afora, sabemos o quanto sofremos e queremos que isso mude o quanto antes.
      Grande abraço irmão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também...