Difícil tirar esta camiseta!

Todo Corredor é Egoísta!

Escrito por

Renato Mello É empresário, casado e pai, não obrigatoriamente nesta ordem. Tem o esporte em sua vida desde a infância: futebol, natação e surf foram os mais competitivos e que lhe renderam algumas medalhas. Mas foi na corrida, em especial nas ultramaratonas, que descobriu sua verdadeira paixão: treinar o corpo e a mente para percorrer longas distâncias. Não se engane com seus precoces fios de cabelo branco, a sua juventude está estampada no rosto, no seu estado de espírito e na sua excelente performance nas corridas.

COMENTÁRIOS NO FACEBOOK

7 Comentários

  1. Anizio Lopes = Corredor Endorfinado disse:

    Ótimo relato!
    Tenho 5 anos que pratico a corrida de rua e notei, lá pelos 2 anos de prática, que estava perdendo o relacionamento extra corrida. Muitos já não me convidavam para eventos.

    A solução foi um tanto radical, afinal, 90% do meu relacionamento não está na corrida.

    Hoje faço apenas 1 corrida oficial por mês. Treino longão aos sábados, logo cedinho e fico livre o sábado e domingo. Na sexta, quando é possível, participo de encontros até às 22h. E se estender, treino em outro horário.

    Pronto… Todos FELIZES!!! Abraço

    • Renato Mello Renato Mello disse:

      Olá Anizio, valeu a visita! Sua solução pareceu radical, mas acho que foi a correta, precisamos aprender a dividir as coisas, todas elas, sem exagero para nenhum lado. A melhor solução, quase sempre está no meio, não nos extremos! abração.

      • Carlos Eduardo disse:

        Não achei radical, afinal uma prova por mês é mais do que suficiente. Também achei a melhor solução.

        Eu faço prova a cada dois meses. Treino de 3 a 4vezes por semana.

        Mas essa dos aniversários e casamentos é verdade mesmo! Rs

        Abraços

  2. Gabriel C. disse:

    Bem por aí mesmo… exemplo disso é que, em pleno dia dos pais, lá estava eu me arrastando pelas trilhas de Rio Grande da Serra numa prova.
    Mas, terminada a prova, peguei a estrada por mais de 2h30 para conseguir almoçar com meu pai. Afinal, sou egoísta, mas não sou desnaturado! rs

    • Renato Mello Renato Mello disse:

      Olá Gabriel, tudo bem? Nem sempre conseguimos fazer esta correria que você deu como exemplo, ainda bem que deu tudo certo, porque no dia dos Pais você não teria perdão, não mesmo! rs
      Abração!

  3. Roberta disse:

    Muito bom! Me identifiquei completamente. Organizo minha semana em função da previsão do tempo e das corridas! E muitas vezes não é nada fácil. Difícil aceitar quando não consigo cumprir o que estipulei para mim. Tem que ter muito jogo de cintura para conciliar tudo ( sou médica, então minha rotina é cheia de imprevistos!).
    Tenho tentado levar tudo de uma maneira mais leve, tirar o peso da obrigação que cumprir os treinos acabou se tornando na minha vida. Mas realmente, nos tornamos muito egoístas. Dá um alívio saber que isso não acontece só comigo!
    Abraço

    • Renato Mello Renato Mello disse:

      Olá Roberta, como vai?
      Com certeza isso não acontece com poucos corredores(as), mas sim com muitos!
      Imagino sua dificuldade em conciliar sua profissão com os treinos e provas, seus horários não devem ter uma rotina o que dificulta bastante.
      E mesmo assim, pelo que percebi você treina forte, parabéns!
      abs!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também...