treino-e-corrida

Olho por Olho

Escrito por

Renato Mello É empresário, casado e pai, não obrigatoriamente nesta ordem. Tem o esporte em sua vida desde a infância: futebol, natação e surf foram os mais competitivos e que lhe renderam algumas medalhas. Mas foi na corrida, em especial nas ultramaratonas, que descobriu sua verdadeira paixão: treinar o corpo e a mente para percorrer longas distâncias. Não se engane com seus precoces fios de cabelo branco, a sua juventude está estampada no rosto, no seu estado de espírito e na sua excelente performance nas corridas.

COMENTÁRIOS NO FACEBOOK

10 Comentários

  1. JOKA FERNANDES disse:

    Eu paguei varrendo a casa….kkkk De final um pedal no rolo p/ não pirar,,,afff Grande abraço guerreiro !!!!

  2. Roberto Stocco disse:

    Renato…amanhã entrarei mais fundo no pomar…farei minha 1ª meia. acho que minha fatura esta ficando cada vez maior. Abraços!

  3. É, Renatão, minha fatura tá vindo muito, muito alta, na forma de isolamento (exceto com quem não é da panelinha da corrida… rs), cansaço, tempo escasso e falta de assunto. Essa vida de atleta tem muitas renúncias e sempre me pergunto: valerá a pena? Ainda não tenho a resposta, mas, NESSE MOMENTO, meu objetivo é o mais importante e nada vai me tirar o foco.

    Abs.

  4. Valeria disse:

    Adoro receber essa fatura e quando acho que o valor esta baixo questiono o técnico, mas como boa aluna sigo as instruções do mestre e percebo uma melhora a cada dia. Prefiro manter meus amigos de corrida, os de balada, os amigos de bar nos levam para o caminho do vicio, ao ócio, a violência e a hipocresia. Sou feliz

  5. Mauro Rosa disse:

    Olá Renato,
    Excelente texto!
    Faz todo sentido… Na vida nada vem de graça, seja a fatura ou o pedágio, temos que em algum momento prestar contas.
    O importante é a busca do eterno sentimento em “Estar”, ou melhor… “Ser” do Bem!
    Abraços,
    Mauro Rosa

    • renato mello renato mello disse:

      Mauro, é exatamente este o propósito de nossas abdicações e sacrifícios, ficarmos de bem conosco para podermos dividir com os outros. Este é o verdadeiro espírito do esporte, pelo menos deveria ser!
      abraços!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também...