Brazil 135 e Arrowhead 135

Escrito por

É ex-sócio do Papo de Esteira, ultramaratonista e randonneur. Quando está trabalhando, pensa na corrida e frequentemente soluciona problemas do trabalho correndo. Já foi designer (sua formação), já foi DJ e ainda não sabe o que mais será, mas tem a convicção de que todos podem ser o que quiserem. Dono de uma forte personalidade e de uma mente inquieta, consegue transmitir ideias e pensamentos com uma facilidade assustadora. A última coisa que deseja é agradar todo mundo, sabe que suas palavras, gostem ou não, sempre geram uma saudável discussão.

COMENTÁRIOS NO FACEBOOK

12 Comentários

  1. Renato Mello Renato Mello disse:

    Valeu Rodrigo, feliz 2013 também e nos vemos na BR!
    abraços!

  2. Cesar Condrati disse:

    Parabéns pela coluna e pelas informações.
    Só não entendi como a BR135 pode ser a mais difícil, mas não a mais dura?!?!
    Obs.: Tenho um objetivo de participar dessas duas provas, mas a longo prazo (dentro de uns 8 anos), só ainda não consegui decidir qual virá antes.
    Abs.
    César Condrati
    target="_blank" href="http://condrati.blogspot" rel="nofollow">http://condrati.blogspot

    • Oi César, tudo bom? Vamos lá! :) Na minha opinião, a dificuldade de uma prova vai muito além da dureza (ou dificuldade) do seu percurso. Fui selecionado pra Ultra dos Anjos 2013 e poderei falar mais depois da experiência, mas muitos afirmam que o percurso desta é mais difícil do que o percurso da Brazil 135. Entretanto, a BR, por ser uma prova com mais tradição, uma prova internacional, trás competidores de nível mais elevado, o que torna a prova mais difícil. Portanto, a mais dura é a Ultra dos Anjos e a mais difícil, a BR 135, na minha opinião.

      Grande abraço e obrigado pela visita.

  3. Rodrigo disse:

    Só uma coisa, acredito que o Marcio Villar e a crla Goulart não são apenas dois dos maiores nomes do endurance nacional. Eles são com certeza nomes do endurance internacional. Vamos valorizar o que temos de melhor. Eles são brazucas sim!! e são tps mundiais!! abraço.

  4. Marco Bossetto disse:

    Valeu Rodrigo, esses posts são um belo aprendizado para quem está começando nas Ultras…..nos vemos pelos treinos!! Abraços!

  5. Igor Cazzolato disse:

    Você esqueceu que falar do melhor dos melhores …. kkkkkk …. eu …. grande matéria, como sempre escrevendo muito bem.

  6. Fabiola Otero Falanghe disse:

    Ola Rodrigo, Parabéns pela coluna e Feliz 2013!!!
    Vamos torcer sim pela Carla Goulart e Marcio Villar dois gigantes do endurance.
    Quanto a prova mais dificil, na minha opnião é a BR 135 da qual ja participei 4 vezes como corredora e 1 vez como apoio. O que sei sobre a Dos Anjos é que apesar de mais longa não é mais dificil que a BR 135 em seu percurso.
    As duas com certeza desafiam muito mais que o percurso, ali temos o inesperado: o sono, o cansaço, a fadiga,…enfim tudo de muito bom….kkkkk

    abraços!!!!

    • Oi Fabíola, após a Ultra dos Anjos vou poder falar com propriedade sobre as maravilhosas dificuldades de ambas, sem dúvida as mais complicadas do país.

      Tenho um enorme respeito pelo seu sobrenome e a história dele no nosso esporte, obrigado por ter comentado aqui e volte sempre. :)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também...