buraco_rua

Buracos, obstáculos, motoristas mal-educados: correr na rua é simples assim?

Escrito por

É graduada em Direito, professora e consultora ambiental, por opção. Triatleta, maratonista e Ironwoman. Aos 29 anos, sendo 10 dedicados a corrida (asfalto, cross e montanha) e 6 ao triathlon, sua maior paixão é enfrentar grandes desafios. Descobriu nas provas de longa distância sua vocação. Do esporte herdou a paciência, determinação e perseverança, as quais leva consigo em sua vida. Recentemente, transformou a sua própria mãe em uma das corredoras mais rápidas de sua faixa-etária. Impossível? Somente até você conseguir!

COMENTÁRIOS NO FACEBOOK

10 Comentários

  1. Zequinha disse:

    Amiga , Ironwoman e Doutora Vivian

    Seu texto vai além da informação, pois define os limites de cada usuário, orienta , mostra a legislação pertinente e as ações que podemos tomar.
    Apenas evidenciando: Um colega de trabalho fotografou e enviou para o órgão responsável no Rio de janeiro solicitando a retirada de uma “CAÇAMBA” que estava na calçada da rua sete de setembro No dia seguinte de manhã a caçamba já havia sido retirada.

    Parabéns! A cada post uma aula.

  2. Wolfgang Dagmar Gaase Junior disse:

    Infelizmente só nos resta continuar reclamando, saltando buracos e testando nossa agilidade para desviar dos perigos.
    Para casos de obstrução, ainda costuma ser mais rápida a resolução; já as calçadas…espere sentado ou se equipe para corrida em trilha e arrisque-se. Em Curitiba é responsabilidade do proprietário a manutenção da calçada, que por sua vez faz de conta que não vê nada ou que não sabe de nada. Os passeios sob responsabilidade do município também estão largados… A luz no fim do túnel vem acompanhada da buzina.

    • Vivian Dombrowski disse:

      Wolf,
      Juro que lembrei de você e das suas desventuras correndo pelo seu bairro… Na verdade, a construção da calçada é obrigação da Prefeitura. Recentemente saiu uma decisão que invalida o argumento de que é responsabilidade do proprietário a conservação das calçadas. Foi uma discussão nos tribunais mas prevaleceu o entendimento de que é a Prefeitura a responsável. Entretanto, caçambas e carros sobre as calçadas, bem como entulhos, aí é responsabilidade do particular mas cabe aos órgãos públicos a fiscalização e a sanção. O problema é a tal da fiscalização…sabemos bem como é :(
      Valeu pelo comment e pela visita!

  3. Daniel X. disse:

    Muito bom e bem embasado!
    Correr nas ruas aqui no braziu é um verdadeiro treinamento militar. Conheço várias pessoas que já se lesionaram devido aos obstáculos citados na matéria, ficando meses de molho.

    Divulgando!!

  4. Renato Mello Renato Mello disse:

    Oi Vivian, este é um problema bem complexo pois envolve muitos aspectos, inclusive a vontade política, o que aqui sabemos que quase não existe!
    Quem já teve a oportunidade de correr nas ruas de cidades de outros países onde o respeito ao cidadão e a lei são “normais” sabe muito bem o que são calçadas e ruas bem cuidadas, pelo poder público e pela população!
    abraços!

    • Vivian Dombrowski disse:

      Pois é Renato, bem lembrado… Fora do Brasil há respeito com os pedestres e corredores…
      Aqui a vontade política emperra já no início!!

      Obrigada pelo comment!! Abs

  5. Jorge disse:

    Bem que o CTB poderia ser alterado para permitir que denúncias com foto ou vídeo feitos por nós fossem aceitos para a emissão de multas aos proprietários… O mesmo para a prefeitura multar o proprietário da obra / residência / comércio que apresenta a irregularidade.

    Já que pensam apenas no dinheiro, iam faturar bastante e a população ia se espertar mais na manutenção. Não é a melhor solução, mas parece ser um mal menor do que o descaso atual.

    • Vivian Dombrowski disse:

      É verdade Jorge. Essa é uma luta de tempos: permitir que nossos registros bastassem como provas para multas.
      Os órgãos responsáveis ainda não caíram em si do quanto faturariam… E a maioria das pessoas só se emenda quando tem que cutucar o bolso…
      Excelente ideia!
      Obrigada pela visita e pelo comentário!
      Um abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também...