Eu corri, como muito orgulho, pelo grande amigo Gustavo Abade, que tantas e tantas vezes já correu por mim.

Por quem corremos, corredores?

Escrito por

Ele gostaria de ser um índio Tarahumara, membro daquela tribo mexicana de homens e mulheres que nasceram para correr e correm como quem faz poesias. Enquanto não é aceito como membro desse grupo tão especial, passa seus dias escrevendo histórias e ganhando a vida como professor universitário de Teoria da Comunicação. Quando pode, gosta muito de treinar e participar de ultramaratonas, como a Comrades e a Bertioga-Maresias. Em março de 2014, correrá a Ultramaratona Caballo Blanco, no México.

COMENTÁRIOS NO FACEBOOK

8 Comentários

  1. Renato Mello Renato Mello disse:

    É isso mesmo Rodrigo, corremos por muitos motivos, mas acredito que os mais motivadores não são os individuais, e sim aqueles que podemos compartilhar, assim é a corrida, deve ser sempre compartilhada, não acredito na corrida individual, uma vez disse para o Rafael numa prova de 100km onde obtive muita ajuda dele e de outros ultras: “juntos somos melhores”. abs!

  2. Bruno Tonel disse:

    Isso aí Rodrigão.
    Seus textos são sempre impactantes o bastante para me fazer por algum tempo parar e refletir sobre o que eu faço, e, em um mundo ideal, o que eu deveria fazer. Como realmente deveria ser.
    Foi meu professor na faculdade, e agora continua me ensinando pelo mundo da corrida.
    Forte abraço do seu aluno Bruno Tonel.

  3. Murback disse:

    Corro pela liberação, corro para ser uma pessoa cada dia melhor e cada vez mais oferecer isto às pessoas e a meus alunos queridos…abço

  4. Gustavo Abade disse:

    Corremos juntos!!

  5. Cezário Aschar disse:

    Um belo texto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também...